Processo Seletivo 2020 - 2º Semestre. CLIQUE AQUI e deixe seus dados para ser avisado em primeira mão da abertura das inscrições. [X Fechar]

Graduação

Engenharia Elétrica

Clique aqui e Inscreva-se!

    Período

  • Diurno
  • Noturno

    Duração

  • 10 Semestres (D)
  • 12 Semestres (N)

    Localização

  • São Bernardo do Campo

    Mensalidade

  • R$ 2.586,00 (D)
  • R$ 2.156,00 (N)
  • Valores válidos para 2020
Conheça o curso de Engenharia Elétrica

O engenheiro eletricista é um profissional versátil, que tem formação pluri e transdisciplinar. Aqui na FEI, desenvolvemos as áreas de Eletrônica, Telecomunicações, Conversão Eletromecânica de Energia, Engenharia Biomédica, Sistemas Digitais e Computadores, Controle e Servomecanismos, Automação e Robótica.

Investindo em pesquisa para promover inovação, viabilizamos a identificação dos problemas potenciais das próximas décadas. Incentivamos que você busque soluções inéditas e criativas, aplicar a engenharia para transformar a vida das pessoas.

A Engenharia Elétrica da FEI habilita você para a projetar, desenvolver, manter e investigar sistemas eletrônicos, sistemas de energia, sistemas de potência, sistemas de comunicação e de transmissão, softwares, interfaces e aplicativos eletrônicos ou computacionais, inclusive sistemas robóticos.

Durante o curso, você já estará conectado ao exercício prático da sua profissão, elaborando projeto viáveis voltados para as megatendências como: saúde, meio ambiente, internet das coisas, agricultura, mobilidade e educação.

Avaliações do Mercado
  • Reconhecido pelo MEC

    Decreto nº 72.012 29/03/1973 Veja como o curso foi avaliado!

    Novo Plano Pedagógico

    Clique aqui para visualizar!

  • Guia da Faculdade
    2019 Estadão

    4 Estrelas
    Campus São Bernardo do Campo

  • Avaliação Folha RUF - 2019

    • Melhor curso entre as instituições privadas do País.

    • Melhor curso entre as instituições no Estado de São Paulo.

Um Projeto Abrangente

A FEI criou, desde 2005, um projeto mais completo para a área da Engenharia Elétrica, que propõe aos alunos uma formação continuada para acompanhar as mudanças de tecnologia em um mercado de trabalho tão exigente: o Mestrado e Doutorado em Engenharia Elétrica, recomendado pela CAPES – Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, do Ministério da Educação.

Já na graduação, você tem a oportunidade de convivência com as equipes de investigação em três linhas de pesquisa: Nanoeletrônica e Circuitos Integrados, Inteligência Artificial Aplicada à Automação e Robótica e Processamento de Sinais e Imagens.

Professores e alunos oferecem soluções às questões técnicas propostas pela comunidade empresarial, inclusive para empresas com as quais mantemos convênios de parceria científica e tecnológica e que estão presentes no campus, com laboratórios próprios de pesquisa e desenvolvimento.

Disciplinas


Espaços de Aprendizagem

Temos o que há de mais moderno para prática e pesquisa em Engenharia Elétrica: ferramentas computacionais avançadas e instalações modernas e bem equipadas, laboratórios altamente equipados e atualizados para desenvolver projetos acadêmicos de investigação científica.

Estude no Exterior

Você tem a possibilidade de realização de intercâmbios e estágios no exterior, ampliando a sua qualificação profissional e formação acadêmica.

O Curso de Engenharia Elétrica da FEI possui acreditação internacional no âmbito do ARCUSUL, para a ênfase em Telecomunicações, e diversos convênios de intercâmbio e dupla diplomação. Você pode conferir as universidades conveniadas:

Clique aqui!

Substituição em Intercâmbio: você pode substituir até dois semestres consecutivos de disciplinas por outras disciplinas da área de Engenharia Elétrica, cursadas em outras instituições, em intercâmbio internacional.

Convênios Internacionais

Confira abaixo algumas instituições internacionais conveniadas com o Centro Universitário FEI.

Programas de Iniciação Científica, Tecnológica e de Inovação, Didática e de Ações Sociais

Os programas de Iniciação Científica, Tecnológica e de Inovação, Iniciação Didática e de Ações Sociais de Extensão visam iniciar alunos de bom rendimento acadêmico na metodologia científica aplicável às áreas: científica, tecnológica, didática ou de ação social. A participação em programas de iniciação permite ao aluno uma complementação de sua formação, pois é por meio das pesquisas realizadas durante a iniciação que o aluno tem a oportunidade de ver a aplicação prática do que é ensinado em sala de aula. A concessão de bolsas a alunos envolvidos no desenvolvimento de projetos é uma forma de incentivar sua participação.

Saiba mais

Júnior FEI

Administrada e constituída totalmente por alunos da graduação, um dos objetivos da Júnior FEI é envolver os alunos que são membros da empresa em projetos de inovação, tecnologia, gestão e desenvolver habilidades profissionais e pessoais. Alunos de qualquer curso podem fazer parte da Junior FEI.

Saiba mais


Programa de Bolsas de Estudos

Um setor especial atende os alunos que necessitam de bolsas, apoiando seu ingresso no ensino superior, e também os alunos regularmente matriculados que possam ter dificuldades financeiras de se manter no curso. O objetivo é oferecer um local de apoio, orientação e acompanhamento da permanência na vida universitária. Venha conversar conosco se precisar!

Saiba mais

Veja os Vídeos

Como é ser Engenheiro(a) da FEI?

Qual o papel do Engenheiro?


Por que estudar Engenharia na FEI?


Congresso de Inovação


Alunos da FEI apresentam TCC para Prefeitura de SBC.


Futuro das profissões.


FEI coloca alunos em contato com líderes da Indústria.


Alunos do 1º semestre de Engenharia criam soluções tecnológicas.


Novas salas da FEI permitem aprendizado na prática


Murilo Gun visita o Centro Universitário FEI.

Coordenador do Curso

Coordenador

Renato Camargo Giacomini

Email: renato@fei.edu.br

Minicurrículo Lattes CV

Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2. Possui graduação, mestrado e doutorado em Engenharia Elétrica pela Universidade de São Paulo (1985, 1991, 1999). Trabalhou em projetos de automação metroferroviária (FDTE e Alstom) e de energia nuclear (Centro Tecnológico da Marinha em São Paulo). Foi diretor do Instituto de Pesquisas e Estudos Industriais (2005/07). Atualmente é professor titular do Centro Universitário da FEI, atuando em graduação e no Programa de Mestrado. Ocupa a chefia do Departamento de Engenharia Elétrica na FEI. Tem experiência na área de Engenharia Elétrica, com ênfase em Materiais e Componentes Semicondutores, principalmente nos seguintes temas: mosfets, silicon on insulator e vhdl.

Mais Informações

Agende uma Visita