Programas e Projetos

Fórmula FEI

O projeto Fórmula SAE BRASIL é voltado para estudantes de engenharia que tem como objetivo desenvolver um carro do tipo fórmula, desde sua concepção, projeto detalhado, construção e testes. Utilizando de toda tecnologia e suporte técnico presente nos laboratórios da FEI, os alunos são desafiados constantemente a inovar neste projeto, sendo na fabricação de materiais mais leves e resistentes, ou desenvolvendo sistemas econômicos de combustão, até pensando em sistemas eficientes de aerodinâmicas.

Todo o conhecimento aplicado no projeto é testado em competições Fórmula SAE BRASIL, uma competição existe há mais de vinte anos nos Estados Unidos e chegou ao Brasil em 2004. Mais do que o prêmio de melhor projeto Fórmula SAE, almejado por todas equipes, a competição é uma oportunidade de crescimento, pois, os estudantes os alunos que se desatacarem, ganham visibilidade e podem acabar contratados pelas grandes montadoras que apoiam a competição.

A equipe Fórmula FEI é Heptacampeã Nacional na Categoria Combustão, com títulos conquistados.

Patrocinadores

Informações Técnicas

Tipo Fórmula
Chassi Tubular utilizando aço 1020 e fibra de carbono + honeycomb
Suspensão Duplo A, com anti-roll bar
Freio Disco nas 4 rodas
Transmissão 5 marchas, utilizando diferencial Drexler
Motor Yamaha 450cc
Carroceria Fibra de carbono, visando menor peso e aerodinâmica
Aerodinâmica Asa dianteira e traseira
Eletrônica Segurança e telemetria

Equipe

  • Alexandre Oliveira Barbosa
  • Artur Gonzalez dos Santos
  • Breno Borges
  • Caio da Luz de Freitas
  • Catharine Giampietro Cora
  • Cezar Tadau Miuza
  • Erik Tetsuya Futigami
  • Fábio Mori
  • Guilherme Luis Picolotte
  • Igor Soares Campanário
  • Irisllany da Cruz Matias
  • Isabela Bueno Manis
  • João Bruno Palermo
  • João Victor Oliveira de Jesus
  • José Tadeu Chechi Júnior
  • José Victor Alvarez de Morais
  • Leonardo Dias Poscolere
  • Letícia Terumi Joaquim
  • Lucas Resende Ferreira
  • Lucas Yoiti Ikegami de Abreu
  • Matheus Silva Santos
  • Matheus Soares Eisenmann
  • Pedro Ventura Rodrigues
  • Pietro Mandetta
  • Renato Zerbinatti Raduan
  • Rodrigo Zwieskowski de Aguilar
  • Sylvio Rubens Juliane Neto
  • Victor Hugo Vasconcelos
  • Vitor Leal Kamikava
  • Vitória Acosta Lopes Martin Migliano
  • Xu You Ming

Competições

O Fórmula SAE International teve início nos Estados Unidos em 1981, substituindo uma versão anterior chamada Mini-Indy, alavancada pela carência de engenheiros especializados em veículos de alta performance. Foi impulsionada pelas três grandes montadoras Americanas, General Motors, Ford e Chrysler, que viram nessa competição uma oportunidade única de garimpar novos engenheiros para suas equipes. Esse apoio se fortaleceu com o tempo e as empresas ficaram plenamente satisfeitas com os estudantes que eram contratados. Com o passar dos anos, diversas empresas se uniram as "Três Grandes" e, além de contratar alunos, ainda desenvolveram produtos específicos para o Fórmula SAE.

No Brasil a competição foi criada em 2004, e, assim como as outras provas promovidas pela entidade, tem como objetivo propiciar aos estudantes de Engenharia a oportunidade de aplicar na prática os conhecimentos adquiridos em sala de aula, desenvolvendo um projeto completo e construindo um carro tipo Fórmula.

Durante três dias de evento, os carros passam por provas estáticas e dinâmicas, avaliando a performance de cada projeto na pista, assim como as apresentações técnicas das equipes, que inclui projeto, custo, e uma apresentação de marketing. Meses antes da competição, os estudantes enviam para o comitê organizador relatórios de custos, estrutura, atenuador de impacto e projeto. Os relatórios são avaliados por engenheiros especialistas, e já valem como a primeira parte da avaliação dos protótipos. Já durante a competição, nas provas estáticas, as equipes devem demonstrar mais detalhadamente se o carro apresentado no projeto equivale com o apresentado no evento. As provas dinâmicas são realizadas no segundo dia do evento. Todas as provas são pontuadas de maneiras diferentes, de maneira a garantir que o melhor conjunto de projeto e carro vença a competição. As equipes melhor classificadas ganham o direito de representar o Brasil em duas competições internacionais realizadas nos EUA.