Pós-graduação | Mestrado 

Programa de Mestrado em Engenharia Química 

amb-interna 
660 
164 
Pesquisa 
/pt-BR/ensino/pos_graduacao/mestrado/programa_mestrado_eletrica/PublishingImages/amb_quimica.jpg 
/Style Library/fei/img/ambientacao/bg-amb-bordo.jpg 


Área de Concentração: Engenharia Química

Atualmente a principal característica da Engenharia Química é a sua interdisciplinaridade. Ela tem evoluído da indústria basicamente petroquímica para uma indústria com capacidade de interagir com um grande número de outras indústrias e tecnologias. Com relação aos desafios atuais e futuros, a Engenharia Química necessitará compreender os fenômenos existentes em nano e micro escala e converter moléculas em produtos em escala de processos.

Esses desafios e fronteiras estarão cada vez mais incorporados em programas de pesquisa que conduzam pesquisas fundamentais e aplicadas. Dessa forma, a proposta da área de concentração em Engenharia Química é desenvolver pesquisas fundamentais e aplicadas em duas linhas de pesquisa: Processos Químicos e Biotecnológicos; e Petróleo, Gás e Biocombustíveis.

Com isso, espera-se criar e consolidar grupos de pesquisa com capacidade de gerar conhecimento técnico-científico e formar recursos humanos para essas áreas. As duas linhas de pesquisa do programa alinham-se com as demandas das indústrias da região por conhecimento científico e recursos humanos em pesquisa aplicada e, nacionalmente, com as áreas de Biotecnologia e Petróleo, Gás e Biocombustíveis, definidas como estratégicas pelo Governo Federal, sendo também temas prioritários do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e inseridos na Política Industrial, Tecnológica e de Comércio Exterior (PITCE).


Linhas de Pesquisa

Processos Químicos e Biotecnológicos

A Engenharia de Processos tem como objetivo desenvolver experimentos, técnicas e ferramentas para lidar com problemas genéricos de síntese, operação e controle das indústrias de processamento. Essa área vem crescendo à medida que se desenvolvem metodologias de modelagem, simulação, otimização e controle de processos.

O surgimento de novos catalisadores e, sobretudo, o emprego de catalisadores nanoparticulados, tem contribuído para o crescimento da área. Ademais, o avanço do conhecimento no campo molecular tem proporcionando o crescimento da Engenharia Bioquímica e Biotecnológica e a exploração de sistemas biológicos com o objetivo de gerar produtos para as indústrias químicas, farmacêuticas e agroquímicas.

Nesse cenário, a linha de pesquisa em Processos Químicos e Biotecnológicos tem como objetivo a análise, o dimensionamento e integração de processo químicos e biotecnológicos através de estudo experimental, modelagem, simulação, otimização e controle de processos.


Petróleo, Gás e Biocombustíveis

A descoberta de novas reservas mundiais de petróleo, principalmente as reservas brasileira do Pré-Sal, sinaliza para a necessidade de desenvolver tecnologia e formar recursos humanos para o setor. O gás natural é a fonte energética que mais cresce no mundo e poderá estar na segunda posição da matriz energética mundial, atrás apenas do petróleo.

O Brasil tem a maior reserva mundial de terra para a expansão agrícola o que coloca o país como a maior potência para o desenvolvimento de biocombustíves. Os desafios de produção e otimização dos processos envolvendo esses setores exigirão desenvolvimento em pesquisa e tecnologia e formação de recursos humanos. Assim, a linha de pesquisa em Petróleo, Gás e Biocombustíveis tem como objetivo a geração de conhecimento técnico-científico e formação de recursos humanos em processos industriais na área de petróleo, gás e biocombustíveis através de estudo experimental, modelagem, simulação, otimização e controle desses processos.