amb-interna 
660 
157 
Pós-graduação 
/Style%20Library/fei/img/ambientacao/amb-img-ensino.jpg 
/Style Library/fei/img/ambientacao/bg-amb-azul.png 

Carregando conteúdo...


Crédito Educativo para Pós-graduação  

A FUNDAÇÃO EDUCACIONAL INACIANA "Pe. SABÓIA DE MEDEIROS" – FEI, por meio de convênio com a FUNDAÇÃO DE CRÉDITO EDUCATIVO - FUNDACRED, possibilita a concessão de Bolsas de Estudo pelo sistema de crédito rotativo, com fundo próprio.

A principal finalidade do crédito educativo é favorecer estudantes que necessitam de um apoio econômico-financeiro para a realização de estudos universitários, caracterizando-se como uma ferramenta de cunho social, capaz de proporcionar o desenvolvimento da sociedade brasileira por meio da qualificação profissional.

A FEI tem critérios próprios para a seleção de seus candidatos e o número de Bolsas a ser concedido é variável dependendo da verba destinada a esse Programa. Este sistema é exclusivo para cobertura de parte do valor das mensalidades, excetuando-se qualquer outro custo.

Quem pode participar?

Estudantes universitários, regularmente matriculados nos cursos de pós-graduação, excluídos aqueles já beneficiados integralmente por outro Programa de Bolsa de Estudos. Todos os candidatos devem possuir bom desempenho acadêmico.

Qual o percentual de crédito?

O valor do crédito corresponde a 25% até 50% do custo das parcelas da semestralidade, excetuando-se o da matrícula, fixado pela FEI de acordo com o curso em que o aluno estiver matriculado.

Qual o prazo de utilização do crédito educativo?

O tempo regular do curso.

O Crédito Educativo exige garantias?

Sim. Para participar, o estudante deve possuir idoneidade cadastral e apresentar fiador com renda renda de 1,5 vezes o valor da mensalidade, respeitando o valor mínimo de 2 (dois) salários mínimos de vigência nacional.

Como é feita a concessão do crédito?

A concessão do crédito educativo ou Bolsa Rotativa de Estudo é feita mediante a celebração, entre a FUNDACRED e o aluno indicado pela FEI, de um Contrato Particular de Mútuo, que estabelece prazo, garantia, forma de pagamento, atualização e penalidades idênticos, no que couber, àqueles estabelecidos no Contrato de Prestação de Serviço Educacional celebrado entre a FEI (Escola) e o aluno.

A FUNDACRED figura como mandatária da FEI (Escola), cabendo a esta a elaboração do instrumento, que, após conferido, assinado e aceito, suspende a cobrança das parcelas da semestralidade, em parte, dependendo do percentual concedido.
O direito à bolsa só emerge com a efetiva formalização do Contrato Particular de Mútuo.

E quanto à renovação do crédito?

A cada início de semestre, o aluno manifesta o seu interesse na renovação do crédito que deve ser deferido pela IES, desde que não haja nenhum impedimento, como no caso de reprovação por média ou faltas.

E o Crédito Educativo, como será pago?

No primeiro mês após a conclusão do curso, o estudante beneficiado inicia o reembolso dos valores emprestados.

A partir desta data, o valor componente da dívida do(a) MUTUÁRIO(A), contraída por força de contrato, será atualizado pelos índices acumulados do INPC - Índice Nacional de Preços ao Consumidor ou, na falta deste, pelo índice e/ou taxa com critérios legais vigentes na época da liquidação (pagamento), até o mês de reembolso de cada parcela.

Sobre o valor de cada parcela de reembolso, será acrescido o percentual de 0,35% (zero vírgula trinta e cinco por cento) ao mês, cumulativamente, calculado entre a data do contrato e a data do efetivo pagamento da parcela, destinado ao fundo de administração do Crédito Educativo.

O que ocorre se o bolsista trancar matrícula ou pedir transferência para outra IES?

Se o BOLSISTA trancar a matrícula, pedir transferência ou abandonar o curso, será considerada antecipadamente vencida a dívida resultante do Contrato de Mútuo, devidamente atualizada segundo o preço da mensalidade então em vigor.

O crédito da FUNDACRED oferece flexibilidade?

Sim. O estudante pode solicitar encerramento do crédito ou mesmo redução do percentual, quanto a renovação do seu crédito, que é feita a cada semestre.